TRANSPORTE NO RIO DE JANEIRO

Sempre que viajamos estamos sujeitos às diferenças culturais e estruturais dos lugares que visitamos. Pessoas que moram em cidades pequenas, por exemplo, costumam se perder em grandes capitais. Quando não se perdem, confundem-se com nomes e números de ônibus, metrôs e ruas.

No caminho inverso, habitantes de grandes cidades que viajam para o interior ou municípios menores se veem desconfortáveis ao não entenderem o transporte público, ao se perderem pelos bairros “porque as ruas são todas iguais” ou algo do tipo. Nesses dois casos, nada mais natural do que perder um pouco da paciência. Convenhamos, porém, que ficar estressado enquanto curte as férias é extremamente desestimulante.

Para que isso não aconteça, é sempre bom contar com o auxílio de outras pessoas. Conversar com habitantes da região, pesquisar os transportes públicos oferecidos e não ter pressa para chegar aos lugares colabora para que tudo corra bem durante a viagem.

O Rio de Janeiro é uma cidade grande e desenvolvida que oferece aos seus turistas diversos meios transportes públicos, como trens, ônibus e metrôs, além de táxis, aeroportos e mototáxis. Como toda cidade grande, porém, existem alguns problemas a serem resolvidos, principalmente de superlotação de ruas e avenidas.

Apesar de possuir cerca de 440 linhas divididas entre 50 empresas, o transporte viário da cidade ainda é insuficiente, logo, o recomendado é que se procure meios alternativos de transporte. Para se livrar do trânsito que, em horários de pico, é inevitável, o complexo metroviário do Rio de Janeiro é uma excelente escolha. Distribuído em duas linhas principais, o metrô contém 38 estações em funcionamento e mais algumas em construção. Tudo isso equivale a 42 quilômetros de rede metroviária, que passa pelos bairros mais visitados da cidade.

Outra dica para fugir do trânsito é o trem carioca. Existem três linhas férreas principais, subdivididas em diversas linhas auxiliares. Todas essas linhas têm sua estação principal na Ferroviária Central do Brasil que, graças ao filme homônimo e à sua grandeza, é conhecida nacionalmente. Esses trens ligam o centro da cidade aos bairros mais afastados, além de alcançar municípios vizinhos, como Duque de Caxias. Além dos transportes públicos, o Rio de Janeiro também oferece a maior ciclovia do país. São 140 km de faixas exclusivas para bicicletas que rodeiam a maior parte do litoral carioca, além de várias áreas na zona sul e oeste da cidade. A ciclovia carioca é a segunda maior da América Latina, ficando atrás apenas de Bogotá, que possui 250 km.

Por 

Tags:
Categorias Dicas Uteis

Nenhum comentário ainda...

Deixe o seu




Receba dicas exclusivas de passeios pelo Brasil no seu email.